sábado, 27 de abril de 2013

"MEDO DAS SOMBRAS"


TRISTE ESCURECER,
A NOITE VELANDO AS SOMBRAS. 
POSSO CONTAR AS LAGRIMAS,
QUANDO ROMPE O AMANHECER.


FEZ -SE O DIA...
ENSOLARADO E CLARO.
SIGO A SINA DA ROTINA
PELO CÉU QUE DESCORTINA.

A TARDE CHEGA...
TRANQUILA E SORRATEIRA.
TOMANDO MEU DIA DE AÇOITE
ANUNCIA AOS QUATRO VENTOS
LOGO,LOGO É NOITE.

INEVITÁVEL...
CAI SERENA,ORVALHANTE,
CHORO MEDO NO ESCURO,
SAUDOSO DA  LUZ DE ANTES.

MAS...
ESSA NOITE É DIFERENTE,
NÃO É SÓ UMA NOITE NUA
MAQUIADA DE ESCURIDÃO,
PORQUE BRILHA CHEIA NO CÉU A LUA.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário