quinta-feira, 4 de abril de 2013



 "Gêneses do meu eu "

Nada é tudo que se tem,

neste cinza irritante,

constante e não mutante.

Dispo-me...

Encarando o portal da alma;

Revelando-me...

Tudo sou eu,

neste nada que se tem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário