sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

"REVOADA"



Voa os olhos,
bate asas e vai...

Pula A alma,
no impulso de ir...

Fica o corpo ninho vazio,
frio,a murmurar solidão!

O vento que sacudiu
a copa das arvores...

Deixando o som
da debandada no ar.

O ócio,
o eco e seus silêncios...


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário