sexta-feira, 22 de março de 2013








sair da noite eterna,
subestimar á escuridão,
diminui-la...
com a leveza e suavidade
do flutuar inocente da luz do imaginar.
sair das trevas,do claustro
ser dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário