"o que te impede"

O espaço con-vida
libertar as vontades,
desejos, anseios...
aprisionados em meu mundo.

pouco á pouco,
um á um ou de par em par,
soltarei as amarras
que os impede de voar

aí sob céu 
cinza e sombrio
meu pensamento a vagar...
livres como fumaça a flutuar.

vai de encontro 
aos olhares buscantes
aos delirantes devaneios
esse meu pensar 
em balões de nuvens
soltos ,livres e dissipantes.


Reginaldo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributo a meu berço

"Flor Bebê"

Obra inacabada