sexta-feira, 3 de maio de 2013

"PAPEL E POESIA"


         


Ainda caminhante,
desta estrada que me faz,
ser um andarilho
destas trilhas de paz.


Sigo por curvas e retas,
determinado na meta,
de ser eu
o melhor que posso.



Mostrar ao mundo,
ainda que sem referencia...

Andar é preciso,
espalhar a minha incessância,
na ânsia de encontrar a minha essência.

Busca, 
encontro e despedida,
noite escura,
claro dia.

Para alivio da tormentas,
 lápis,papel e poesia. 

REGINALDO

Nenhum comentário:

Postar um comentário