segunda-feira, 17 de novembro de 2014

"SEDIMENTADO"




Costurou seu Hábito
em tecido de lágrima,
um colar de gotas!

Sabia que a solidão
era um barco ancorado
na inquietude do medo!

Por ser racional,
não se viu louco,
em teus silêncios.

O tempo alfaiate,
lhe costurou o destino,
com água de orvalho.

Desnudou-lhe o corpo,
revelando a névoa que era,
deixando sem arremate!

Agora,choro de saudade,
é conta de rosário,
que o tempo faz secar.

Adorno transitório,
de passagem foi profano,
em sagrado oratório!

Como lagrima de dor,
que embrutece o coração,
não dissipou...

Sedimentou!


Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário