terça-feira, 6 de agosto de 2013

"ECOS DO SILENCIO"


"ECOS DO SILENCIO"


"Gosto do silencio...

Das palavras mudas,


que não dizem nada ao ouvido,


mas faz sentido ao coração.

Gosto do vazio,

do nada,

da imensidão de coisa nenhuma.

Só assim ouço o eco,

do que faz sentido a alma."

Nenhum comentário:

Postar um comentário