sexta-feira, 30 de agosto de 2013

"CONTEMPLAÇÃO"



Esta tarde dourada 
que me foge aos poucos,
forçada a sair de cena,
empurrada pela noite 
que chega sem pedir licença.

Suspiro os últimos
raios de crepúsculo,
com a boca salivando
o cheiro de eucalipto.

foi... 

Embora a tarde mais cedo!
A Noite tem pressa em se mostrar,
traz a lua cheia a tira colo 
e umas poucas estrelas a brilhar.

O Ciclo é dinâmico, 
ai da noite se atrasar,
Vem logo a madrugada
batendo a porta,
Limpando o caminho para o astro rei.

Sol que traz o dia...
Que clareia a areia clara,
Na beirada da baia.

Amanhece...

Canta pássaros,
passa o tempo,
passa eu, passa você,
passa tudo que se vê.

Passa o dia ,as fantasias,
fica o sonho e a poesia sem alarde,
que só queria exaltar
um fim de tarde.

Nenhum comentário:

Postar um comentário