domingo, 16 de junho de 2013

   
    "Tirando Você..."

Não tenho carências,
embora pareça
demência esse sentir.

Tenho tendencia
a te querer
mais que a mim,
gostar mais de ti.

Falência anunciada
esperança perdida
insistência inútil.

Silencia minhas palavras,
ocultas o meu sofrer,
seu coração é de outro poeta louco.

Petulância,
achar que iria corresponder
se não te falei do meu amor.

Arrogância minha
 senso de escolha
não tevês escolha,
não sabias de mim

Não tem problema,
tirando você,
não tenho carências.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário