"Dispersante"

Um pedaço de nuvem
me suporta o peso.
Estou leve como pluma.

Viajo como nuvem,
sem destino pra qualquer lugar.
Estou de passagem.

Não fixo parada,
observo tudo do alto,
da auto estima baixa.

Dissipo e escondo como nuvem,
quando o azul insiste aparecer.
Discípulo do tempo.

Ainda não me dei conta,
já não alimento de ar,
agora sou ar,
como nuvem...

De passagem.

Reginaldo

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributo a meu berço

"Flor Bebê"

Obra inacabada