quarta-feira, 5 de junho de 2013



"Dispersante"

Um pedaço de nuvem
me suporta o peso.
Estou leve como pluma.

Viajo como nuvem,
sem destino pra qualquer lugar.
Estou de passagem.

Não fixo parada,
observo tudo do alto,
da auto estima baixa.

Dissipo e escondo como nuvem,
quando o azul insiste aparecer.
Discípulo do tempo.

Ainda não me dei conta,
já não alimento de ar,
agora sou ar,
como nuvem...

De passagem.

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário