domingo, 14 de julho de 2013

"PALAVRAS MUDAS"


"PALAVRAS MUDAS"

Desertifico...
De certo fico ...
No deserto das palavras...

árido...
Solo infértil de areia...
Semeio entre os cactos.

Há esperança no silêncio
das palavras mudas.
Grito com vigor...

O Eco que me volta 
e bate á porta do ego,
não diz o que quero ouvir.

Mundo vasto,
alastro no pasto,
com passos largos,
passo á passo e
passo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário