"LIVRE-ESSÊNCIA"




"LIVRE-ESSÊNCIA"

Sopra o vento as lembranças,
em fotos que me desnudam,
leva-me tudo,
varre-me a essência.

Tira-me as vestes,
as sensações,
as pestes.

Só resta um stradivarius mudo,
sem cordas,
sem acordes,
não me acordes,
não estou aqui. 

Estou nu,
sem pensamento,
só com o lamento
da musica que
o vento levou.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tributo a meu berço

Obra inacabada

"Flor Bebê"