segunda-feira, 9 de março de 2015

"APRESSADO"

O tempo senhor das eras,
nada espera e sem paciência
impera sobre minhas vontades.

faz deste menino,ainda infante,
desiludir-se com o brinquedo,
na pressa de ser grande.

porque o tempo não para!

passa e leva todo vigor,
todo ardor,todo calor viçante,
menos o brilho dos olhos
de ansiar futuro.

pinta de branco os cabelos,
mas não apaga a memória,
enruga o rosto e a pele,
mas nunca a lisura da historia!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário