terça-feira, 31 de março de 2015

"ADMOESTAÇÃO"


.
O Amor o pegou pelas pernas,
depenou suas asas,
atrofiou-lhe a liberdade do voo...

O Amor silenciou tua fala,
roubou sua língua,calou teus gemidos,
teus sussurros!

Depois teve pena,apiedou-se,
compadeceu do teu olhar
melancólico de medir os passos.

Na ânsia de faze-lo ver o céu,
transmutou-se em vaga-lume,
voando sobre sua cabeça...

O Menino pássaro,entendeu o recado...

O Amor ensinou-lhe andar,
pisar o chão do desconhecido,
caminhar sobre sua sombra...

Desatino é saber-se voo,Preso,
o menino que o amor soltou
tinha asas nos olhos...

Livre na firmeza dos pés,
nunca mais deixou de amar as estrelas...
Assim do chão!

O Amor deu linha,deu vento,espaço,
sem nunca mais amarrar-lhe o voo!

Reginaldo

Nenhum comentário:

Postar um comentário