terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

VOU INDO FICANDO




Por entre os carros que passam
E a pressa sem graça do tempo...
Envelheço!

Do viço da manhã de ontem
Ao hoje ainda tardio para o incerto...
Desço!

Cada vez que uma folha cai ante ao ar parado sem vento
E inventa um renascer...
Estremeço!

Entre os carros que passam
E a pressa sem graça do tempo, embora partindo...
Permaneço!



Jose Regi

Nenhum comentário:

Postar um comentário